segunda-feira, 7 de novembro de 2016

Avanço do secularismo é apontado como uma das causas do enfraquecimento da Igreja Católica

A construção de uma "sociedade sem Deus", desvinculada de valores religiosos, contribui para a deserção de fiéis

Por: Itamar Melo

10/04/2016 - Zero Hora

Avanço do secularismo é apontado como uma das causas do enfraquecimento da Igreja Católica Carlos Macedo/Agencia RBS
Avanço do secularismo é apontado como uma das causas do enfraquecimento da Igreja Católica Carlos Macedo/Agencia RBS
Foto: Carlos Macedo / Agencia RBS

Transformações culturais vêm sendo, também, decisivas para a "descatolização" do Brasil. O padre e professor Leandro Chiarello localiza em fenômenos como a aceitação do matrimônio entre pessoas do mesmo sexo o tipo de mudança que o refluxo religioso desencadeia: 

– O secularismo é a construção de uma sociedade sem Deus. Essa é a tendência que estamos observando, a busca de uma sociedade desvinculada de valores religiosos. Não gosto de dizer católicos, porque parece que é só a Igreja Católica que está no barco. Não. É uma ação entre todos os cristãos.

Na Europa, em países como França, Alemanha, Holanda e Inglaterra, o avanço da secularização e o aumento da indiferença religiosa provocaram o fechamento de centenas de igrejas. Velhos templos foram vendidos e hoje abrigam lojas de departamentos, escola para artistas de circo, pistas de skate. A crise é tamanha que até outro ramo periclitante, o das venda de livros físicos, mostra-se em posição de superioridade: alguns templos foram convertidos em livrarias. Na Escócia, uma igreja luterana virou bar temático alusivo a Frankenstein.

No Brasil, não há nada tão extremado acontecendo, mas sacerdotes e fiéis enxergam as igrejas esvaziarem-se ano após ano. Tarcisio Scherer, 84 anos, vigário da Paróquia São Pedro, na Capital, ordenou-se em 1958. Ir à missa, afirma, era considerado uma obrigação, a atividade mais importante do fim de semana: 

– As igrejas enchiam, não só uma vez, mas duas, três, no mesmo dia. Era feio não participar, não expressar publicamente a fé. Era um escândalo. Havia uma pressão social. Agora, temos de ano para ano uma diminuição visível da frequência à missa.

Para Scherer, o Brasil vive com alguns anos de retardo o mesmo processo de secularização ocorrido na Europa. Ele associa a "descatolização" ao triunfo do consumismo e do hedonismo, acompanhado por uma oferta muito maior de atividades:

– Na época em que as igrejas estavam cheias, não havia outras coisas para fazer. Agora tem TV, tem videogame, tem estradas que permitem chegar à praia em uma hora e meia, há shows. É uma sociedade em que quanto mais as pessoas puderem curtir, mais elas curtem. Não têm tempo para a religião. Ainda restam fortes traços católicos, mas dizer que o Brasil ainda é um país católico, não sei.

As semelhanças entre o que ocorre no país e o que sucedeu na Europa precisam ser nuançadas, diz Silvia Fernandes, professora da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. Ela argumenta que, por aqui, em oposição ao Velho Mundo, pessoas que se declaram ateias ou sem religião são malvistas. 

– Sou contrária à ideia de que há um declínio da religiosidade. Dados de pesquisas qualitativas mostram que as pessoas têm buscado formas alternativas de viver a própria religiosidade – afirma.

O bispo Brustolin cita o espanhol José Casanova, tido como o maior especialista internacional em secularização, para quem os processos da Europa e do Brasil são profundamente distintos. No continente europeu, a secularização avançou carreada por um racionalismo arraigado. Dessa forma, quanto mais instruída a pessoa, menos religiosa ela é. No Brasil, essa relação não seria tão clara. O brasileiro tem um fundo religioso capaz de resistir com alguma firmeza.

terça-feira, 18 de outubro de 2016

Comunismo



O COMUNISMO COMO RELIGIÃO POLÍTICA E UMA SOTERIOLOGIA
Transmitido ao vivo em 9 de out de 2016
Aula introdutória ao curso online - O COMUNISMO COMO RELIGIÃO POLÍTICA E UMA SOTERIOLOGIA - Introdução ao Projeto Transcendental da Esquerda do Brasil e no Mundo

Curso terá início no dia 17 de outubro de 2016 no site www.imub.org com material de estudo incluído.

Estado Islâmico


https://www.youtube.com/watch?v=HO9cvds0Bpg
Guerra na Síria - Jogos Sujos: Os Mercenários Importados
Publicado em 14 de out de 2016
Uma nova versão do Islã americanizado: estilo al-Qaeda e um novo Bin Laden. Um esquema entre americanos e sionistas. Um esquema em nome do Islã, mas que em essência serve aos EUA e a Israel. Um esquema conhecido como Daesh (ISIS).
Curta a Página Comunistas: http://on.fb.me/1kSVHAw

domingo, 16 de outubro de 2016

HISTÓRIA DA TERRA

Resumo Cronológico 

25 milhões de anos, surge um tipo evoluído de primata, o Proconsul.

708.450 AC – Afundamento da Lemúria. Seus habitantes migram para a Atlântida, iniciando a civilização nesse continente, que durou cerca de 700 mil anos.

500.000 AC- surge o Homo Erectus

150.000 AC – surge o Homo Sapiens

35.000 AC – surge o Homo Sapiens Sapiens.

Nosso planeta foi colonizado por extra terrestres. O paraíso perdido da Bíblia  é a representação deste lar perdido, pois não pertencemos a este planeta.  

30.000 A.C – Início do processo civilizatório do Planeta Terra.

Equitumans surgem em 7 pontos (raízes). Onde são montados portais de integração com energias cósmicas e extracósmicas.

1 – Himalaias, atual Tibet
2 – Mesopotâmia, atual Iraque
3 – Hiperbóreos, atual Alaska, Groelândia, região Ártica
4 – Atlântida
5 – Egéa (afundada), mar egeu
6 – Planalto Central Africano (entre o Lago Vitória e as nascentes dos rio Congo, no Zinbabwe)
7 – Cordilheira dos Andes: Colômbia, Peru e Bolívia.

Os Equitumans eram imortais, ou quase, seus maiores inimigos eram os grandes animais e os acidentes. Tinham máquinas e tecnologia.  Seus corpos eram moleculares e foram preparados em Capela. A matriz do corpo terrestre não estava adaptado para recebe-los. Seus filhos no entanto nasciam mortais.  Já havia vida humana na Terra, mas em condição precária. Nessa época, em função da ação dos Capelinos, houve o súbito desaparecimentos dos mastodontes e dinossauros. Também tinham naves para viajar pelo espaço, a partir de 29.000 ac. Exemplos de construções dos Equitumans: Ilha de Páscoa, diversas pirâmides pelo mundo. 

29.000 A.C. – Início da hipertrofia dos egos dos Equitumans. Se distanciam de seus Mestres. Começam a ser dominados pela sede do Poder. 

28.000 AC – Destruição dos 7 núcleos primitivos dos Equitumans.

28.000 AC  até 23.000 AC – Era dos Tumuchys

23.000 AC até 23.000 até 13.000 AC – Era dos Jaguares

8.452 AC – Primeiro afundamento da Atlândida. (Grande Atlântida). Levanta-se a cordilheira dos Alpes. 

4.292 AC – segundo afundamento da Atlântida. (Poseidonis). Formação do deserto do Saara. Rompimento do estreito de Gibraltar. 

3.100 AC – Unificação do Alto e Baixo Egito.

2.700 AC – Era das Pirâmides do Egito

1.592 AC – 1472 AC – Moisés. Israelita. Escreveu os 5 primeiros livros do Antigo Testamento e também do Pentateuco. 

1.552 AC – Moisés recebe os 10 mandamentos

753 AC – Fundação de Roma

427 AC - Nasce Platão em Atenas.

47 AC – Primeira destruição da Biblioteca de Alexandria.

Nascimento de Jesus. Fundação da Escola do Caminho. 

8.452 AC – Primeiro afundamento da Atlândida. (Grande Atlântida). Levanta-se a cordilheira dos Alpes. 

4.292 AC – segundo afundamento da Atlântida. (Poseidonis). Formação do deserto do Saara. Rompimento do estreito de Gibraltar. 

1592a.c.-1472a.c., Moisés, início das sagradas escrituras.

1512 a.c., Moisés, no Monte Herebe,  recebe a missão de voltar ao Egito e libertar o povo judeu.

1517, Protestantismo na Europa.

No período 1.300 a.c. a 700 a.c. surgem as primeiras comunidades gregas, dando origem às primeiras cidades-estado. Por volta de  700 a.c., início do período de expansão marítima e fundação de colônias ao longo do mar Mediterrâneo, seguindo pelo período clássico, entre 500 a.c. e 300 a.c. Quando florescem as artes e a intelectualidade. Por volta de 200 a.c os romanos começam a incorporar a cultura grega. Mais tarde, com o cristianismo, Roma cria o modelo de civilização ocidental.

1967, tomada de Israel pelos judeus.

1990, os Estados Unidos declara guerra ao Iraque. Após a invasão e derrubada de Sadan Hussein em 2003, o Governo e a infra-estrutura do país é destruída, o território é dividido em três partes,   deixando um vácuo de poder, criando condições para a  formação do ISIS.

Estados Unidos fornece armas ao suposto agente Osama Bin Laden, criando o Al Qaeda, como também ajudou a Sadam Hussein com armas químicas para serem usadas contra o Irã.

2006, surge o ISIS, formado por um pequeno grupo de insurgentes. Em 2009 mudam seu foco de atuação para a Guerra Civil da Síria, lutando para ganhar posição junto aos dois maiores grupos que estavam lutando contra o presidente Basshar Al Assad, a Frente Al Nursa, ou Al Qaeda, e o Exército Sírio Livre. 

2008, em janeiro, início das fotos do corpo celeste Nibiru, a partir de dois observatórios instalados no Pólo Sul.

2009, no dia 20 de janeiro, posse de Barack Obama na Presidência dos Estados Unidos. Um agente comunista que desarma os Estados Unidos e promove, ainda mais,  a destruição da sociedade americana.

2011, queda de Muamar Kadhafi, através de uma intervenção militar estrangeira organizada pela ONU, liderada por norte-americanos, ingleses e franceses. Após a intervenção a Líbia entra no caos.

2013, em junho, o general do Norte do Exército Livre Sírio, fala na TV Al Jacera do Qatar, que se as forças internacionais não enviassem armas os rebeldes que tentam derrubar o presidente Sírio perderiam a guerra em apenas um mês. Nesta época já era sabido que os Estados Unidos financiavam a oposição síria, onde haviam relatos que a própria Al Qaeda estava liderando esta frente. Logo após o pedido de socorro do General, os aliados dos Estados Unidos, Turquia, Jordânia, Qatar, Arábia Saudita e Israel começaram a fornecer treinamento, armamento e dinheiro aos rebeldes do Exército Livre Sírio. Em setembro de 2013 a própria CNN e o jornal The Washington Post informavam que os Estados Unidos, através da CIA, estavam fornecendo armas aos rebeldes sírios, fortalecendo assim o novo grupo chamado  Estado Islâmico. 

2014, em junho, ressurge o ISIS, já fortemente armado e treinado pelos Estados Unidos e seus aliados muçulmanos. O grupo faz a travessia da Síria para o Norte do Iraque, capturando aquela grande parte do território. Os equipamentos deixados pelo exército americano no Iraque, também ajudou o rápido crescimento do ISIS ou Estado Islâmico. A própria Turquia, um país islâmico e aliado dos Estados Unidos, também comprava o Petróleo controlado pelo grupo, sem nenhuma sanção por parte dos Estados Unidos. Apesar disto, os Estados Unidos, na mesma época, alegando agora fazer frente ao Estado Islâmico, envia mais 500 milhões de dólares e pesados armamentos ao Exército Livre da Síria, o mesmo que fornecia armas e combatentes ao próprio Estado Islâmico. O Exército Livre da Síria era também composto por mercenários estrangeiros, de 89 diferentes nacionalidades, treinados profissionalmente em países como a Chechênia, Sérbia, Arábia Saudita, Jordânia e Turquia.

2015
No início de outubro, numa coletiva à imprensa, Putin acusa abertamente os Estados Unidos de estarem financiando o ISIS, pagando inclusive o salário dos soldados mercenários.

2016
No dia 11 de outubro, segundo informações do jornal russo znak.com, o Governo Russo recomenda o retorno de seus  cidadãos para a Rússia, inclusive estudantes que ainda não tenham terminado o período letivo.

No dia 15 de outubro, segundo informações da CNN, os russos teriam transferidos mísseis atômicos para a Syria e fronteira com a Europa, em Kalingrado, entre a Polônia e a Lituânia.

No dia 16 de outubro, os rebeldes sírios, com apoio da Turquia,  assumem o controle da cidade síria de Dabiq, que até então estava sob o controle do Estado Islâmico. (G1)

No dia 16 de outubro, o mau tempo registrado no litoral de Santa Catarina, com temporais e vendavais, provoca inclusive o tombamento de uma carreta na Ponte Anita Garibaldi, na  Rodovia BR-101, em Laguna.



Marcelo Almirante





17/10/2016

quinta-feira, 5 de novembro de 2015

Erupção solar perturba aeroportos na Suécia

04/11/2015 - Uol Economia

Estocolmo, 4 Nov 2015 (AFP) - Uma explosão solar nesta quarta-feira deixou fora do ar por alguns instantes os radares dos principais aeroportos no sul da Suécia e causou atrasos significativos, disse a Autoridade sueca de Aviação Civil (LFV).

"Por volta das 12h45 (de Brasília), as tempestades solares têm perturbado o campo magnético da Terra, causando um mau funcionamento do radar" usado pelos controladores de voo para regular o tráfego, disse à AFP um porta-voz da LFV, Per Fröberg.

"Nós tivemos que fechar o espaço aéreo", o que atrasou as partidas, enquanto os aviões que se aproximavam foram autorizados a aterrissar, acrescentou.

Os aeroportos de Estocolmo-Arlando, Estocolmo-Bromma, Malmö (sul) e Gotemburgo (sudoeste) foram afetados.

O controle de tráfego aéreo foi restabelecido após cerca de uma hora e os voos retomaram gradualmente.

"Ainda temos atrasos, o retorno à normalidade deve demorar várias horas" apenas no final do dia, acrescentou o porta-voz.

As erupções solares, ou ejeções de massa coronal, projetam plasma solar em velocidade muito alta para o espaço que atinge a atmosfera superior da Terra e interage com seu campo magnético.

Este fenômeno é responsável pelas luzes do norte, mas também por tempestades magnéticas que podem perturbar o funcionamento dos satélites de comunicações e a rede elétrica.

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

Mudanças Climáticas

CRONOLOGIA A PARTIR DE 2015

JANEIRO

23 - Terremoto de 2.3 em Campos dos Goytacazes-RJ
24 - Enchente histórica na cidade de Basiléia-AC, cobrindo praticamente toda a cidade.

domingo, 8 de fevereiro de 2015